Home

Exames Químicos da

ZAMITH, Roberto, LIMA, Geraldo Rodrigues de, GIRÃO, Manoel . “Doenças sexualmente transmissíveis” in: Ginecologia de Consultório. São Paulo: Editora de Projetos Médicos, 7558.

Pinotti | Clínica de Saúde Integral da Mulher

Além disso, nesses momentos é importante também ter mais cautela nas relações sexuais. Isso porque é preciso impedir também a cadeia de transmissão da doença. Use camisinha para se proteger – e também proteger seu parceiro.

ValeClin - Laboratório de Análises Clínicas

Quais os sintomas?
O condiloma ou papiloma provoca manchas esbranquiçadas, ou verrugas róseas ou acinzentadas, no aparelho genital femininoou masculino, conhecidas como 8775 crista de galo 8776 ou 8775 couve-flor 8776 . Podem causar coceira e dor na relação sexual.

DST

A sífilis, que até o século XV era desconhecida, teve seus primeiros registros em figuras encontradas em tumbas do Egito no tempo dos faraós.

Dependendo da função que o trabalhador desempenha na empresa empregadora (e os riscos ocupacionais aos quais está exposto), podem-se exigir exames complementares (Audiometria, Acuidade Visual, Espirometria, Laboratoriais, EEG, ECG, Psicotécnico, Raio X, etc), juntamente com o exame clínico periódico. Tais exames serão pedidos para garantir à empresa contratante que o funcionário poderá (ou não) continuar a realizar uma determinada atividade laboral (em termos médicos).

Como é feito o diagnóstico?
O teste sangüíneo chamado Elisa, realizado em laboratório, é o primeiro exame que deve ser feito para revelar se uma pessoa é portadora do HIV (soropositiva). Podem ocorrer exames falsamente positivos e nesse caso, o teste deve ser confirmado por um mais específico, chamado Westernblot.

Também é indicado o uso de antibióticos e quimioterápicos, sendo obrigatório o tratamento conjunto do parceiro sexual para evitar a reinfecção. Nas mulheres, o tratamento oral é de dose única simultaneamente ao tratamento tópico, com o uso de creme vaginal.

Todos os funcionários da empresa empregadora devem realizar exame de acuidade visual no momento da admissão e dos exames periódicos.

Entretanto, em alguns casos, essa doença pode permanecer meses sem apresentar nenhum sintoma, dificultando o tratamento após a descoberta.

É uma doença causada pelo papilomavírus humano. Facilmente tratável no início, pode precisar de cirugia nos casos mais avançados. Essa infecção está fortemente associada ao cancêr de colo uterino.