Home

SIGLAS E ABREVIATURAS PADRONIZADAS PMP

Me chamo Clara, sou farmacêutica e atualmente trabalho em drogaria, aqui em SP, eu li alguns artigos seus que vc indica pro pessoal fazer o curso de auditor de normas, eu pretendo mudar de área, não quero ficar em drogaria, faz 6 anos que sou formada e estou em 5 em drogaria, vc acha que esse curso poderia ao menos ajudar a sair de drogaria? Outra dúvida, vc recomenda a pós em auditoria ou o curso mesmo?
Já tenho pós graduação, mas na área de análises clínicas e Toxicológicas, atualmente faço inglês tb!
Desde já, obrigada!

Direito do Trabalho: Dúvidas na rescisão? Esclareça aqui

Sobre a área, creio que esteja misturando um pouco os assuntos. Para estagiar na administração de um indústria farmacêutica você deveria cursar administração. Mas algumas áreas são bem burocráticas, como é o caso da garantia da qualidade e de regulatórios. Como quer atuar com documentos, seria o mais indicado.

Como marcar consulta online na Portomed?

Olá Marilac
Antes de comentar alguma coisa, eu preciso lhe esclarecer que devido ao Códico de Ética Odontológica e às questões legais envolvidas, eu só pude colocar seu comentário no ar depois de remover do texto os nomes ou qualquer outra coisa que pudesse identificar os profissionais de saúde envolvidos, pois segundo o código de ética os nomes só poderiam ser mencionados com consentimentos dos envolvidos, de modo que, embora o comentário tenha sido escrito por você, eu, como moderador do blog, poderia ser penalizado e processado legalmente por infração ética. Assim, espero que você compreenda e não se chateie comigo. Tentarei lhe ajudar em tudo que for possível, ok?!

Secretaria de Planejamento e Gestão

Como quer fazer algo na área de qualidade, recomendo a Fundação Vanzoline. Essa pós vai de fato agregar conhecimento e peso ao cv.

Estou com problemas sérios na ATM meu maxilar trava e tem estralos passei por um especilasta e me disse que tenho que fazer a danada da cirurgia estou muito preoculpada com essa cirurgia qual os pros e os contra

Não sinto dores, embora sinta uma leve tensao no pescoço e no rosto. Tenho estalos no pescoço tambem. Nao tenho limitação na abertura da boca, nem na laterilização. Tambem nao ocorre desvio durante a abertura da boca. Os estalos ocorrem na maior parte das vezes depois que eu acordo, ou quando abro a boca depois de mante-la fechada por algum tempo. sao frequentes os estalos, mas nao ocorrem o tempo todo, no entanto, a crepitação diminui comecei a me policiar e tentar diminuir a tensao entre os dentes.

Estou triste, muito triste mesmo, depressiva… E também não tenho motivo pra estar alegre, depois desse meu problema de ATM, parece que a vida perdeu o sentido pra mim… Primeiro diante das condições física de não poder comer, mastigar, deglutir, sentir o gosto o sabor dos alimentos, segundo sinto dor constante, tento controlar com medicação, e terceiro depois que soube que vou ter que enfrentar outra cirurgia, sendo com essa 9 quatro, todas cirurgias complicadas, sem saber se vai ou não dar o resultado que se espera, vivo num constante sofrimento…estou sempre deprimida, já fiz 8 cirurgias cada uma me trouxe complicações diferentes…

Não diria velha, mas certamente teria dificuldades enormes para entrar na indústria, uma vez que a porta de entrada é exclusivamente por meio de estágio.

Fiz a ressonância magnética, e os resultados foram:
Alterações degenerativa das articulações temporomandibulares
Derrame articular a esquerda
Deslocamento anterior dos discos articulares com redução/recaptura do disco à esquerda e ausência de redução/recaptura do disco a direita,.
Conclusão o cirurgião oral e maxilo facial/ otorrinolaringologista, disse que o caso é cirururgico, estou com muito receio, pois sei que não é indicado fazer cirurgia de ATM. Sinto muitas dores no pescoço e nos ombros, seria melhor procurar opinião de outro profissional, ou nesse caso seria mesmo a cirurgia?

As características descritas no laudo são descrições de problemas estruturais que, a depender do que causou, pode ser muito arriscado realizar uma cirurgia, pois o risco de não funcionar é grande, com o agravante de não ser possível voltar atrás, afinal é um procedimento irreversível.