Home

Unidade Adolfo Pinheiro - Mello Diagnóstico

Atualmente dispomos de uma diversidade de testes que possibilitam avaliar a função auditiva, através de métodos subjetivos e/ou objetivos. A avaliação auditiva é iniciada pela audiometria tonal que permanece sendo um teste bastante utilizado, por avaliar a sensibilidade auditiva, juntamente com os testes de fala e medidas da imitância acústica. A Audiometria Tonal em conjunto com a Imitanciometria, costumam ser o procedimento inicial para a avaliação clínica das alterações auditivas.

Exames Realizados - Biolabor - Medicina Diagnóstica

Identificar os limiares eletrofisiológicos em crianças difíceis de serem avaliadas por meio de procedimentos audiológicos de rotina dentre elas: Crianças com transtornos psiquiátricos, crianças com problemas neurológicos e ou crianças muito pequenas

Blue Star Assistência Médica Ltda

Muitas vezes a criança apresenta tais dificuldades, não por 8775 burrice 8776 ou 8775 falta de interesse para com as coisas ou pessoas 8776 , mas sim por apresentar um distúrbio chamado de alteração do processamento auditivo central.

Sistema Interclínicas

O profissional irá emitir tons puros em diferentes intensidades e frequências, através do uso de um fone devidamente posicionado. A audiometria inclui testes de reconhecimento de fala (discriminação vocal), limiar de reconhecimento de fala (SRT) e limiar de detecção de voz (LDV).

Laringe: videolaringoscopia, videolaringoestroboscopia, videonasofibrolaringoscopia, avaliação endoscópica da deglutição

O grau da perda (leve, moderada, severa ou profunda), pode ser caracterizado em cada ouvido isoladamente. As perdas auditivas podem ser provenientes do ouvido externo e/ou médio (perdas auditivas condutivas), do ouvido interno, do nervo e das vias auditivas (perdas sensorioneural), e ainda quando acomete o ouvido médio e interno simultaneamente, gerando “perdas mistas”.

Com a utilização de uma pasta abrasiva limpas-se a pele dos lóbulos das orelhas e a testa. Com o uso de uma fita adesiva são fixados os eletrodos nestes locais e ainda são colocados fones.

Em crianças o exame é realizado em sono natural. É preciso que ela fique imóvel pois qualquer movimento interfere na resposta elétrica e inviabiliza a interpretação.


O PAC é o conjunto de habilidades auditivas necessárias para que o indivíduo compreenda a mensagem. É a interpretação que o cérebro faz do som ouvido.

É composta por dois procedimentos: Imitanciometria que avalia a complacência da orelha média, das estruturas da orelha externa e média e do Reflexo Estapédico, que avalia as condições da orelha média até a região do Complexo Olivar Superior. É de extrema utilidade no diagnóstico clínico por ser eficiente na captação das alterações de orelha média e bastante utilizada pela população infantil.